O que é auditoria logística e como fazer corretamente? Aprenda aqui!

auditoria logística

A auditoria logística pode ser definida como um diagnóstico logístico para analisar as disfunções presentes na empresa. Dessa forma, é possível ter sucesso em todas as etapas do processo logístico, como no transporte, na armazenagem e na entrega dos bens aos clientes.

Realizar uma auditoria logística na sua empresa proporciona diversos benefícios, como: identificar quais métodos e procedimentos podem controlar gastos desnecessários; auxiliar no levantamento de dados precisos; desenvolver estratégias de logística mais coerentes com a realidade e proporcionar o sucesso de frota.

Deseja saber como fazer uma auditoria logística de qualidade? Então, continue a leitura!

Como fazer uma boa auditoria de logística?

Há diversas maneiras de realizarmos uma auditoria logística, mas há algumas que nos proporcionam uma maior eficiência.

  • Determine a eficácia dos objetivos propostos
  • Defina as preferências e os requisitos do seu cliente e aplique metas para poder colocar em prática
  • Analise as práticas logísticas que estão sendo adotadas atualmente e detalhe cada uma
  • Faça uma análise dos dados logísticos
  • Faça uma identificação das iniciativas e dos programas
  • Priorize os projetos
  • Analise, desenvolva e implemente o plano desenvolvido
  • Após implantado, avalie o desempenho e, se necessário, aplique melhorias
  • Após a identificação das questões mais importantes para a realização da auditoria logística, é hora de estabelecermos as variáveis críticas.

Abaixo, classificaremos essas variáveis em duas categorias: variáveis Quantitativas e variáveis Qualitativas.

Variáveis Quantitativas

As variáveis quantitativas tem como objetivo estabelecer regras para a realização da auditoria nas operações já existentes, além de fazer uma simulação das situações, a fim de que possamos entender a capacidade da empresa em atender às exigências e demandas futuras do mercado em que vivemos.

Como o próprio nome nos diz, essas variáveis podem ser medidas numericamente e, então, comparadas às operações futuras ou, até mesmo, as presentes. Desse modo, podem ser classificadas em quatro categorias: taxa de transferência de demanda, serviço, custo e utilização.

Taxa de transferência de demanda

É realizada a fim de analisar a capacidade do sistema da sua empresa (como os centros de distribuição), visando aos objetivos estratégicos do negócio.

Para efetuarmos a análise e conduzi-la da forma correta, é preciso sabermos as previsões futuras e os dados relacionados às localidades geográficas do seu cliente.

Serviço

Um dos principais objetivos da logística é atender os anseios do cliente de forma econômica e progressa. Atender bem o seu cliente requer, antes disso, a realização de todo um plano embasado no marketing.

Por isso, um programa de atendimento ao cliente precisa priorizar e identificar as ações necessárias, a fim de acomodar os pedidos logísticos dos clientes tão bem ou até melhor e mais eficiente do que os seus concorrentes.

O básico exigido para um eficaz atendimento ao cliente é focar nos aspectos operacionais de logística e garantir que a organização seja capaz o suficiente para fornecer os 6 direitos aos seus clientes: quantidade certa do produto, no período certo, na localidade certa, no valor certo e com a informação certa.

Conforme foi dito acima, a satisfação do cliente se baseia nos seguintes aspectos:

  • Taxa de atendimento do pedido;
  • Satisfação do cliente;
  • Porcentagem eficaz na resolução dos problemas;
  • Realizar o acompanhamento do produto e analisar o desempenho do rastreamento;
  • Ter precisão na entrada do pedido do cliente;
  • Tempo e entrada do pedido.

Análise de custos

Esse ponto tem como objetivo identificar ou estabelecer os custos gerados no atendimento ao cliente. Ao fazermos a análise, temos o desafio de interpretar e compreender as variações nas margens.

O espaço presente entre o custo mais alto e o mais baixo é crítico, e é de suma importância entendermos os elementos de escalonamento de custos.

Análise de utilização

Essa análise nos dá a indicação em relação à utilização de recursos. Entretanto, para calcularmos a porcentagem de utilização precisamos de algumas coisas, como: capacidade instalada das unidades de produção, RH empregados, detalhamento do equipamento que foi empregado e diversas outras. Logo, de forma resumida, para chegarmos à taxa de utilização, basta fazermos:

Utilização de capacidade/Capacidade instalada

Variáveis qualitativas

Essas variáveis são feitas com o intuito de dar uma forma concreta a tudo o que foi planejado e estabelecido na organização.

Os chefes de departamento deverão ser os entrevistadores, a fim de entender o funcionamento da corporação e entender o que deve ser aplicado para adquirirmos melhorias e redução dos custos.

Exemplificaremos abaixo quais as variáveis qualitativas devem ser submetidas à auditoria logística.

  • Planos de distribuição;
  • Planos de armazenamento;
  • Planos de terceirização;
  • Desenvolvimento de fornecedores das áreas locais;
  • Projetos de marketing;
  • Ações de produção;
  • Projetos de mix de produtos.

É importante acompanhar de perto o relacionamento com clientes e fornecedores?

Sim! Esse é um ponto fundamental para o desenvolvimento de qualquer empresa. Uma boa relação entre clientes e seus fornecedores gera confiança e prosperidade para ao avanço da corporação.

Em meio ao capitalismo vigente, o mercado se tornou muito competitivo e vasto. Diante disso, para obtermos êxito é necessário dedicação em todos os setores que compõem a empresa. Aplicar bons projetos para a melhoria da relação cliente-fornecedor é imprescindível.

Então, acompanhar de perto o relacionamento com clientes e fornecedores proporciona uma série de benefícios para a sua instituição. Eles passam a ter uma maior abertura para fazer críticas e dar sugestões de melhorias, possibilitando uma melhor correção dos erros, ao invés de ficarem aborrecidos e frustrados.

Além disso, tanto o cliente quanto o fornecedor ficarão mais leais e compromissados com a sua empresa, confiando no seu trabalho de olhos fechados!

Para desenvolver tudo isso, é preciso colocar o diálogo em prática, permitindo um relacionamento mais agradável e duradouro.

Diante do que foi dito, esperamos que agora fique muito mais fácil em fazer uma auditoria logística na sua empresa.

Gostou do nosso post? Então, assine a nossa newsletter e receba tudo completo no seu e-mail!

Powered by Rock Convert
Avatar

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

PUBLICADO EM Gestão TAGS:

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

5 × três =