Mercado

Como o benchmarking pode ajudar as suas operações logísticas?

Adotar uma rotina de melhorias contínuas é essencial para manter a logística eficiente e a empresa competitiva no mercado, oferecendo produtos e serviços de alto nível por um preço atraente. Nesse sentido, fazer um benchmarking das operações logísticas pode ser uma boa opção para adotar as melhores práticas e otimizar as operações.

Como o benchmarking pode ajudar as suas operações logísticas?

Quer saber mais sobre esse assunto e entender as vantagens que sua empresa pode obter com essa estratégia? Continue a leitura e confira agora mesmo!

O que é o benchmarking?

O benchmarking pode ser definido como uma ferramenta de análise que ajuda a avaliar os processos de gestão da sua empresa e mensurar quão eficientes eles são, se comparados aos métodos dos seus concorrentes.

Em outras palavras, trata-se da prática de fazer um comparativo entre as atividades usando como parâmetro outros negócios que estão inseridos no mesmo nicho de mercado — de preferência quem obtém a maior fatia e os concorrentes diretos.

Fazer um benchmarking não é sinônimo de copiar seus competidores, mas sim observá-los para identificar as melhores decisões e métodos de trabalho existentes no mercado.

De que forma ele pode ser aplicado?

Para realizar um benchmarking das operações logísticas, não basta observar os concorrentes. O ideal é seguir uma estrutura de organização que consiste em:

Análise do ambiente interno

Nessa situação, sua empresa precisa criar uma equipe responsável pelo benchmarking. Ela fará as coletas de dados, análises, comparativos e ajustes necessários.

Aqui, é preciso escolher quais processos devem ser aprimorados — pode-se adotar uma ordem de urgência, por exemplo — e realizar um mapeamento, identificando os pontos críticos e os fatores ligados a eles que ajudam a alavancar os resultados.

Posteriormente, define-se quais são as metas que se deseja alcançar (níveis de desempenho), quais são as causas dos gargalos e como eles podem ser resolvidos internamente.

Coleta de dados do ambiente externo

Nessa fase, são iniciadas as análises dos principais concorrentes. Para isso, é necessário definir qual método de coleta de dados será utilizado — que pode ser por entrevista, por exemplo. A partir daí, cria-se uma lista de quais serão os objetos de estudo e inicia-se as avaliações.

Análise dos dados coletados

Assim que o processo de coleta de dados foi finalizado, é o momento de analisar as informações que foram obtidas durante a fase de coleta. Essa etapa é fundamental, pois, como dissemos anteriormente, a prática do benchmarking não consiste na cópia das atividades de outras empresas.

Isso quer dizer que, antes de partir para a implementação, é preciso analisar qual é a viabilidade de adotar determinado método de trabalho, como ele precisa ser adaptado e quais melhorias precisam ser feitas para que ele traga os melhores resultados possíveis.

Elaboração e implementação de um plano de ação

Por fim, chega o momento de criar um plano de ação referente às mudanças necessárias e como elas podem ser implementadas. Nessa etapa, leve em consideração custos, tempo, mão de obra e riscos envolvidos.

Feito isso, é só partir para a parte prática e monitorar os resultados, avaliando se estão dentro do esperado ou se ainda existe alguma modificação a ser feita.

Quais são os benefícios da aplicação do benchmarking das operações logísticas?

A realização de um benchmarking das operações logísticas pode proporcionar diversos benefícios para uma empresa. Entre os principais deles, podemos citar:

  • adoção das melhores práticas do mercado, fazendo com que a sua empresa também se torne uma referência;
  • criação de uma rotina de melhorias contínuas;
  • redução do índice de erros e necessidade de retrabalhos;
  • redução dos custos, que pode ser alcançada por meio da redução de desperdícios (de tempo, mão de obra, materiais, equipamentos, entre outros) e aumento da produtividade;
  • aumento da satisfação dos clientes, que passam a perceber um serviço com maior qualidade.

Como você pode ver, a implementação de um benchmarking das operações logísticas é a maneira mais segura realizar melhorias nos processos, com uma garantia maior de que resultarão em uma gestão de sucesso!

Gostou deste artigo e quer continuar acompanhando outras dicas exclusivas sobre logística? Assine a nossa newsletter e não perca nenhuma novidade do blog!

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

PUBLICADO EM Mercado TAGS: