Centro de distribuição: 10 dicas para tornar a sua logística mais eficiente

Os principais objetivos da manutenção de um centro de distribuição são melhorar o fluxo de produtos, otimizar o atendimento aos clientes e tornar a empresa mais competitiva no mercado.

Centro de distribuição: 10 dicas para tornar a sua logística mais eficiente

Entretanto, para que isso seja possível, é necessário garantir uma boa gestão e investir em soluções que ajudem a tornar os processos mais eficientes.

Pensando nisso, resolvemos listar 10 dicas que vão ajudar a aprimorar a logística e, consequentemente, alcançar resultados mais satisfatórios.

Quer saber quais são elas? Então continue conosco e confira agora mesmo!

1. Faça inventários cíclicos

O inventário é uma das questões essenciais para uma boa gestão da supply chain, mas também é um grande dilema para a maioria dos gestores. Uma dica é fazer o inventário periodicamente durante o ano, ao definir classes de produtos.

É importante também levar em conta as questões sazonais, tanto das operações quanto das mercadorias. Esse passo evita que uma grande quantidade de pessoas se mobilize para a execução do inventário.

Com essa rotina, a identificação das falhas e suas causas se torna mais precisa, diminui-se o índice de perdas e o gestor consegue tomar decisões mais acertadas, visto que pode atuar nos problemas com mais agilidade — o que não ocorre quando esse controle é negligenciado.

2. Invista em tecnologia

A tecnologia pode ajudar em diversas atividades da empresa, inclusive no centro de distribuição.

Por meio dela, é possível automatizar os processos, gerando ganhos em produtividade, redução de erros, maior confiabilidade das informações, redução de custos, entre outros benefícios.

No que diz respeito à logística e ao centro de distribuição, é possível adotar soluções tecnológicas, como:

ERP

Um sistema de gestão integrada que permite gerenciar as diversas áreas do negócio em uma única ferramenta, centralizando as informações e facilitando o compartilhamento de dados.

WMS

Software voltado para a gestão de estoques, com funcionalidades que envolvem rotinas como recebimento, endereçamento, separação de pedidos, inventários e expedição.

TMS

Sistema desenvolvido para auxiliar na gestão de transportes. Ajuda em tarefas como a consolidação das cargas, criação de rotas, rastreamento de veículos e controle de ocorrências.

3. Realize avaliações dos processos

No planejamento foram estabelecidas metas. Depois, vem a execução, onde se coloca em prática tudo o que foi planejado.

Mas a gestão não acaba por aí: deve-se controlar os processos e analisar se eles realmente atingiram os objetivos. Portanto, é indispensável avaliar os processos e mensurar seus resultados.

Assim, é possível identificar as falhas, os gargalos, os prejuízos, entre outros. Apenas conhecendo os pontos fracos é que se pode desenvolver planos para minimizá-los — ou, até mesmo, eliminá-los.

4. Elabore mapas de entregas

Criar um mapa com as entregas a serem realizadas no mês pode ser uma boa alternativa para aperfeiçoar o processo de distribuição. É interessante rechear esse recurso com outras informações como o valor da compra, o prazo estipulado para entrega e a distância a ser percorrida.

Assim, é possível elaborar rotas de entrega mais inteligentes, saber quais podem ser priorizadas e inclusive ajudar a considerar outras opções de modal.

5. Estabeleça indicadores de desempenho

Os indicadores de desempenho (KPIs) possuem uma grande importância para a avaliação e o monitoramento das atividades de uma organização. Eles garantem a identificação dos acertos e erros e possibilitam a correção dos problemas.

Para colocá-los em prática, defina quais indicadores melhor correspondem às atividades de sua empresa — ocorre com grande frequência a utilização de indicadores inadequados aos objetivos de operação do centro de distribuição.

Outro ponto importante é não manter os resultados obtidos apenas entre os diretores. Compartilhe-os com toda a equipe. Assim, todos saberão para onde direcionar seus esforços.

6. Analise o layout do centro de distribuição

O layout do CD pode ser um grande herói, mas também pode ser o vilão. Isso quer dizer que uma organização bem feita pode garantir agilidade, rapidez e até redução de gastos com equipamentos.

Por outro lado, a falta de uma estrutura eficiente gera os efeitos contrários. Portanto, é preciso alinhar conhecimentos sobre a estrutura física do CD, modelos logísticos utilizados, necessidade de equipamentos, giro dos produtos, sazonalidade, entre outros.

7. Faça previsões de demanda

A previsão de demanda é uma excelente análise para auxiliar na previsibilidade do fluxo de materiais e a garantir que as aquisições realizadas serão suficientes para satisfazer a procura dos clientes. Ao mesmo tempo em que se evita excessos, que podem levar a perdas e desperdícios.

Ela pode ser feita com base no histórico de vendas dos períodos anteriores e também com as estimativas geradas pela área comercial. A partir daí, consegue-se saber melhor qual é o volume de movimentação de produtos esperada, evitando duas situações:

  • que haja sobrecarga na operação nos picos sazonais, tornando as equipes e os processos ineficientes;
  • altos níveis de ociosidade (de mão de obra e equipamentos, por exemplo), quando a demanda sofre queda.

Centro de distribuição

8. Estabeleça boas parcerias de negócio

Contar com bons fornecedores é fundamental para manter uma boa rotina no centro de distribuição.

Assim, além de garantir produtos de qualidade, você consegue ter uma certeza maior de que os prazos acordados serão cumpridos e, consequentemente, adotar uma rotina mais previsível (aumentando o controle sobre os processos).

Entretanto, as boas relações comerciais também devem se estender aos transportadores, visto que eles também influenciam diretamente nos resultados logísticos que serão alcançados no período.

Portanto, vale a pena criar um processo bem estruturado de seleção de novos parceiros.

9. Adote metodologias e ferramentas de controle

Existem métodos e ferramentas que podem ser aplicados na rotina de um centro de distribuição que ajudam a aumentar o controle sobre o fluxo de atividades, além de auxiliar na tomada de decisão.

Entre os principais, podemos citar:

Curva ABC

Classificação dos itens do estoque com base na representatividade que possuem sobre o faturamento, giro e lucratividade. Ajuda a melhorar o processo de compra.

Kanban

Cartão de sinalização que ajuda a controlar os fluxos de trabalho, de acordo com a fase em que cada tarefa se encontra.

Métricas

Sistema de medição dos resultados dos processos que ajuda a avaliar o desempenho. Podem ser usadas como base na elaboração dos KPIs.

10. Crie uma rotina de melhorias contínuas

Por fim, nada melhor do que uma cultura que preza a adoção de melhorias contínuas para tornar a logística mais eficiente.

Dessa forma, em vez de focar somente nos processos que apresentam falhas constantes, os olhares estão voltados para todas as atividades dentro da organização, buscando constantemente por aprimoramentos que podem ser feitos nos métodos.

Mesmo com o atual cenário econômico do país, é sempre possível melhorar a situação de seu negócio, reduzindo gastos e marcando presença no mercado competitivo.

Colocando essas dicas em prática, você tornará a logística de seu centro de distribuição mais eficiente e eficaz.

Gostou das dicas? Então assine nossa newsletter e tenha sempre acesso às novidades que postamos no blog!

Logística e imagem de marcaPowered by Rock Convert
Avatar

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

6 Comentários

  1. Avatar Matheus Henrique disse:

    muito útil.

  2. Avatar Anônimo disse:

    Boa noite gostei muito das informações obrigado pelas dicas
    Jun

  3. Avatar Sergio disse:

    Bom dia!
    Gostei das dicas, espero receber mais informações ,
    sobre logística.
    Ex. Como melhor um Picking.
    Um abraço!

  4. Avatar Cesar disse:

    Bom dia!

    Poderiam me indicar algum livro pensando no cenário de uma empresa de pequeno porte que sempre fez gestão da sua logística a toque de caixa e agora quer começar uma logística de forma inteligente, algum livro que tenha alguns relatórios básicos para se fazer na operação e que trate de uma forma onde a pessoa possa começar a melhorar sua operação logística.

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

15 + sete =