Conheça o “Caminhão do Futuro” da Mercedes

Várias fabricantes pretendem revolucionar o mercado de caminhões em diferentes frentes tecnológicas. Também chamados de smart trucks, eles são engrenagens fundamentais da sociedade moderna. Sem eles, toda a cadeia logística mundial poderia ficar comprometida, como já demonstramos aqui em infográfico.

Mercedes-Benz Future Truck 2025

Um dos projetos mais promissores para o futuro dos caminhões já está pronto. A Daimler, empresa dona da Mercedes-Benz já tem o seu projeto de caminhão autônomo Future Truck (FT) pronto para o lançamento.

O único problema é legal. Não existe regulação para caminhões autônomos nos países onde a empresa opera. Segundo a empresa, o FT só pode rodar de dia em rodovias ou estradas pequenas bem sinalizadas. “O que falta é uma definição governamental dos países de onde vamos vendê-lo em relação a veículos autônomos”, afirma Georg Hageman chefe de desenvolvimento de veículos comerciais da Daimler e principal responsável pelo FT.

Hageman afirma que o Future Truck é seguro, mas o modo autônomo do veículo pode ser desativado por ações externas, como a de outros motoristas. Como o trânsito é composto por um conjunto de pessoas, é impossível ter um controle total via tecnologia de locomoção autônoma. Por isso, ainda é necessário que o motorista esteja acordado pronto para assumir o comando do veículo a qualquer momento.

Segurança

O modelo ainda chama atenção por algumas mudanças a estruturas tradicionais de veículos. O FT não conta com faróis. No lugar, existe um jogo e LEDs ocultos sob a lataria. A cor do LED indica o modo de condução: branca para a direção humana, azul para o modo autônomo.

future truck cabine

Os retrovisores foram trocados por câmeras que são monitorados da cabine. Para maior conforto do motorista, o caminhão conta com apenas dois lugares formados por poltronas de classe executiva de avião.

O painel de instrumentos é colorido e totalmente digital, como um tablet.

Definições legais

Atualmente, na Europa, é proibida a direção autônoma acima de 10 km/h. Nos EUA, o caso que ficou conhecido foram os testes do Google com carros sem volantes ou pedais. O estado da Califórnia proibiu esse tipo de veículo, mas já estuda uma nova regulação para novos veículos.

Em Detroit, cidade conhecida como Motor City por sua tradição com a indústria automobilística, uma universidade local criou uma cidade para o desenvolvimento de projetos autônomos. O projeto conta com apoio das fabricantes que tem sedes em Detroit (GM, Ford e Fiat Chrysler) e órgãos públicos. A sueca Volvo, conhecida pela segurança de seus veículos, realizou algo semelhante em Gotemburgo.

Confira abaixo uma demonstração do Future Truck em ação:

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!