Mercado

EDI logístico: Saiba o que é e conheça as vantagens

À medida que a logística vem assumindo um papel mais estratégico e os mercados se tornam mais competitivos, aumenta-se o apelo para a criação de soluções que ajudem a aumentar a eficiência dos processos. Para isso, contar com o apoio da tecnologia é fundamental. Mas você sabe o que é EDI logístico e quais são as suas contribuições para um negócio?

EDI logístico: saiba o que é e conheça as vantagens

No post de hoje, mostraremos como essa solução é uma grande aliada da otimização da operação logística. Continue a leitura e saiba mais!

O que é o EDI logístico?

O Eletronic Data Interchange — ou Intercâmbio Eletrônico de Dados — é uma tecnologia que possibilita a padronização da comunicação entre diversos sistemas, independentemente de quem os desenvolveu.

O EDI logístico proporciona a troca de informações entre empresas (que pode ser entre o embarcador e a transportadora, por exemplo) de maneira automatizada. No entanto, para que isso se torne viável, os parceiros de negócio precisam entrar em acordo a respeito de qual padrão será adotado e quais dados devem estar contidos no arquivo.

Como ele funciona?

Na logística, a ideia do EDI é facilitar a comunicação entre os parceiros de negócio, trocando informações a respeito de documentos como a NF-e, o CT-e, pré-faturas, faturas e ocorrências no transporte. Essa troca de dados elimina a necessidade de preenchimento e compartilhamento manual, que são muito sujeito a erros.

Com isso, é possível centralizar os processos e fazer com que os sistemas TMS sejam atualizados automaticamente.

Quais vantagens ele proporciona?

O investimento em um EDI logístico proporciona diversos benefícios para as empresas, tanto transportadoras quanto embarcadores. Veja algumas delas:

Vantagens para a transportadora

  • mais agilidade no envio de informações referentes às cargas e sua documentação;
  • redução de erros na emissão e envio dos documentos, diminuindo a incidência de divergência nas informações;
  • aumento da produtividade;
  • melhoria na comunicação e compartilhamento de informações (incluindo dados sobre rastreamento das cargas e ocorrências nas entregas);
  • redução de custos com papel, pois reduz-se a necessidade de retrabalhos e aumenta-se a produtividade, por exemplo.

Vantagens para o embarcador

  • eficiência no processo de auditoria de fretes (maior rapidez na conferência dos valores e na finalização da tarefa);
  • comunicação mais precisa, fator que também ajuda no atendimento aos clientes;
  • diminuição de erros e necessidade de retrabalhos, o que aumenta a confiabilidade das informações;
  • redução dos custos operacionais.

De maneira geral, as vantagens garantidas para o embarcador e a transportadora são bem semelhantes e estão diretamente ligadas à otimização dos processos e melhorias dos resultados. Tudo isso se traduz em aumento da qualidade dos serviços prestados ao cliente e, consequentemente, um ganho maior na satisfação.

O EDI logístico torna a comunicação entre parceiros de negócios mais ágil e acertada, contribuindo para que as tomadas de decisões sejam eficazes. Isso contribui para operações eficientes em que ambos os players se beneficiam com o aumento da competitividade.

Gostou do nosso post e quer entender como alavancar os resultados logísticos em sua empresa na prática? Entre em contato conosco agora mesmo e descubra como podemos ajudá-lo nessa etapa!

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

PUBLICADO EM Mercado TAGS: