O desafio da logística urbana

O desafio da logistica urbana
Diante de uma demanda crescente e dos novos padrões de produção, a logística se destaca como prioridade para assegurar a distribuição de produtos nas grandes cidades e centros urbanos, especialmente para ajudar as empresas a lidarem com os desafios enfrentados nesse processo. Dessa forma a logística urbana ganha ainda mais importância no Brasil, um país que segue como problemático quando o assunto é mobilidade e por vários motivos.

Dentre os vários entraves a uma mobilidade mais fluída e eficiente, destacam-se o mau dimensionamento para o tráfego de veículos pesados, o que contribui para o desgaste prematuro das vias e também a falta de locais adequados para a carga e a descarga de produtos e materiais, o que impacta diretamente no fluxo de veículos. E esses são apenas alguns dos problemas.

O problema da mobilidade urbana é tão grave que, em 2011, o Ministério das Cidades anunciou o Programa de Mobilidade Urbana, com o objetivo de promover melhorias nos grandes centros e possibilitando avanços em relação ao transporte coletivo, à redução na emissão de poluentes, acidentes e dos enormes congestionamentos. Contudo, passados 3 anos do lançamento do programa, pouco foi feito.

Segundo dados do CSCMP – Council of Supply Chain Management Professionals, a mobilidade urbana responde, em média, por 28% do custo total de transporte e representa cerca de 30% do tráfego das grandes cidades. Soma-se a isso o fato de responder por cerca de 35% das emissões de gases de efeito estufa e de aproximadamente 20% dos acidentes nos centros urbanos. Isso mostra a importância de ações que garantam a eficiência da mobilidade urbana.

Naturalmente, os novos hábitos de consumo, com a possibilidade de compras online, o maior acesso a crédito e, consequentemente, maior volume de compras realizadas e demandando rápidas e fracionadas entregas, atuam diretamente para um fluxo maior de veículos nas grandes cidades. Isso, aliando aos já comuns e recorrentes problemas estruturais e logísticos do trânsito diário, aumentam os congestionamentos e os riscos de acidentes.

Para lidar com esses desafios e realizar projetos de mobilidade urbana que sejam, de fato, efetivos, é preciso realizar estudos que considerem diversos fatores, como questões geográficas e até mesmo culturais, considerando o impacto de obras e mudanças para a região, pois o planejamento precisa ser bem realizado antes de serem implementadas as mudanças necessárias em uma localidade.

Um projeto que atue na logística urbana, repensando a mobilidade urbana deforma eficiente precisa de investimentos que priorizem a estrutura, conscientizem a sociedade em relação à importância das mudanças e analise com critério e rigor seu impacto.

Avatar

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × cinco =