Supply chain pode salvar milhares de vidas na África

No ano passado, a IBM iniciou uma colaboração com o Ministério da Saúde de Zâmbia para prover à população acesso a 200 medicamentos críticos. A iniciativa consiste na implantação de um projeto piloto de Supply chain que utilizará sistemas de análise sofisticados e tecnologias mobile para melhorar a gestão de estoque e entrega de medicamentos.

supply chain africa

A saúde pública da Zâmbia registra anualmente 100 mil mortes causadas por doenças evitáveis ou tratáveis. O objetivo do projeto é, por meio da gestão de Supply chain, diminuir essa taxa de mortalidade fazendo os medicamentos disponíveis quando e onde necessários.

A tecnologia implantada pela IBM e autoridades zambienses serão utilizadas para gerir a logística e o controle de uso, suprimento, disponibilidade e acesso aos medicamentos essenciais no setor de saúde do país. O sistema disponibiliza, em tempo real, uma visão do uso de remédios e estoques, enquanto analisam tendências e realizam previsões para prevenir eventuais escassez de determinados fármacos.

O projeto piloto tem apoio do Banco Mundial, Unicef, London Business School e a Medical Stores Limited (MSL), agência de suprimentos de equipamentos médicos e drogas medicinais na Zâmbia. A tecnologia sendo implementada pela IBM substitui o sistema de inventório antigo, ainda baseado em documentos em papel.

O sistema utilizado para a previsões de suprimento foi o SPSS, da IBM, que considera condições como épocas de chuva e diferenças entre as demografias de cada região. Com o sistema, o MSL pode otimizar a distribuição de drogas em 2.190 centros de saúde.

Os dados gerados pelo sistema da IBM serão integrados ao MobileFirst, aplicação que permitirá às equipes de área de saúde da Zâmbia usar aparelhos móveis com escaneadores de códigos de barra para atualizar detalhas de estoque e controle de uso de medicamentos.

John Makumba, diretor da Unidade de Saúde da África do Banco Mundial, destacou a importância do projeto. “O supply chain é invisível e discreto, mas quando não funciona, as consequências são terríveis”, argumenta.

O projeto piloto tem duração de 12 meses, encerrando-se em maio. A estrutura e tecnologia aplicada será de posse das autoridades locais. A IBM também participou de um projeto para combater as mortes por malária na Tanzânia. Essa iniciativa, “SMS for Life” (SMS pela vida em tradução livre), teve sucesso em 135 vilas em áreas remotas do país e já foi implantado por todo o território da Tanzânia.

Logística e imagem de marcaPowered by Rock Convert
Avatar

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

8 + cinco =