Aprenda como funciona e como lidar com a volatilidade de mercado

A volatilidade de mercado é um dos motivos que leva a maior parte das pessoas a terem medo de investir o seu dinheiro. Afinal, para muitos, investimento ainda é uma atividade um pouco distante da realidade, além disso, alguns termos mal explicados acabam influenciando na decisão de uma pessoa sobre aplicar ou não o seu dinheiro.

Ocorre que a volatilidade é uma característica comum do mercado e, você querendo investir nele ou não, ela existirá. Nesse sentido, o que deve ser feito para evitar os efeitos desse elemento e garantir bons resultados com seus investimentos?

A resposta é simples: conhecendo-a a fundo. Por isso, resolvemos escrever este artigo. Nele, você obterá as principais informações sobre a volatilidade de mercado. Acompanhe!

O Mindset correto para atuar com investimentos

Volatilidade é a medida demonstrada, estatisticamente, da possibilidade que um ativo tem de cair ou subir, em muitos casos, de forma significativa e em um determinado período. A definição é simples, o grande problema é como treinar a sua mente para aprender a conviver com ela.

Muitas pessoas deixam de entrar para o mercado de ações por simples medo da volatilidade que existe nele. Afinal, parece contra intuitivo entrar em uma atividade com tanta variação e que pode, em algum momento, apresentar prejuízos para um investidor.

Entretanto, essa não é a ideia que você deve alimentar em sua mente. Acredite, existem pessoas que lucram alto todos os dias graças à volatilidade — vamos discorrer um pouco sobre isso em outro tópico deste artigo. Sendo assim, o que você precisa entender é que esse elemento existe e não dá para fugir dele.

Além disso, existem várias ferramentas que possibilitam você se proteger da volatilidade ou, até mesmo, ganhar com ela, tornando real aquele velho ditado que diz: “fazer do limão uma limonada”.

Os tipos de volatilidade

Agora que você entendeu o que é a volatilidade e como preparar a sua mente para ela, vamos mostrar os tipos que existem e que são encontrados facilmente no mercado financeiro. Continue lendo!

Volatilidade histórica

Volatilidade histórica, como o próprio nome sugere, é aquela que pode ser observada em um período passado. Ou seja, a história do ativo pode ser comparada com outros períodos. Dessa forma, é possível avaliar como ele se comportou ao longo do tempo.

Volatilidade implícita

A volatilidade implícita é a projeção que se obtém tomando como base o resultado das oscilações passadas. Com ela e possível avaliar um investimento sem ter a ideia do que se pode esperar dele, por isso ela recebe a nomenclatura de implícita.

Volatilidade real

A volatilidade real é um conceito bastante útil para analisar o comportamento presente de determinados papéis. Assim é necessário utilizar como referência o valor do título no mercado futuro.

Fatores que interferem na volatilidade

A volatilidade no mercado é motivada por algum fator que, em todos os casos, estarão totalmente fora do controle de um investidor. Por exemplo, a volatilidade cambial decorre, especialmente, das oscilações das taxas de câmbio. No mercado de ações, vários fatores podem influenciar na volatilidade dos preços das companhias, tais como: questões políticas, problemas específicos da empresa, mercado, entre outros.

Até mesmo os investimentos com baixo grau de risco também sofrem influência — obviamente, em menor grau — da volatilidade. Isso ocorre porque eles estão atrelados à taxa SELIC e, sendo assim, podem sofrer variações de acordo com as mudanças nessa alíquota.

Relação entre risco e volatilidade

A volatilidade é um conceito frequentemente associado ao risco. É muito simples entender essa relação. Afinal, a mensuração de riscos passa pela medida da volatilidade. Dessa forma, ambos os conceitos estão diretamente relacionados e você deverá observá-los para tomar suas decisões de investimento, bem como, traçar as respectivas estratégias.

Como a volatilidade é utilizada como medida para mensurar riscos, uma vez que ela informa com qual frequência e intensidade os preços de um ativo variam, é bem simples entender como funciona essa relação. Por exemplo, uma ação mais volátil pode ser mais arriscada, entretanto, pode proporcionar um ganho maior, dependendo da estratégia e forma de atuação no mercado.

O mais importante é entender que volatilidade e risco andam de mãos dadas, portanto, você deve aprender a lidar com ela, mas isso será assunto para o nosso próximo tópico. Continue lendo!

Lidando com a volatilidade de mercado

Como você já sabe, a volatilidade faz parte do mercado e não há como fugir dela. Sendo assim, o ideal é que você saiba utilizá-la para obter bons resultados. Isso mesmo que acabou de ler, é possível se basear na volatilidade para embasar decisões de compra ou venda de papéis.

Muitos investidores, principalmente, aqueles que operam na Bolsa de Valores estudam a flutuação e volatilidade de um ativo para conseguir obter informações sobre o melhor momento de comprá-lo ou vendê-lo e obter bons resultados.

Vamos entender como isso funciona na prática. Suponhamos que uma ação de uma empresa custe R$ 50,00. Avaliando a volatilidade desse papel você descobre que nos últimos 12 meses ela variou entre os valores de R$ 40,00 e R$ 55,00. Entretanto, atualmente, o preço está batendo na casa dos R$ 80,00.

Consegue perceber que acabou de ser constatada uma excelente oportunidade para vender um lote de ações por um preço consideravelmente superior e obter bons rendimentos? A estratégia de analisar a volatilidade dos títulos para tomar decisões é muito comum entre os investidores que operam na modalidade Day Trade.

Eles fazem análise da volatilidade para tomar decisões rápidas em operações que duram poucos minutos e, em alguns casos, até segundos. Nesse caso, o resultado é praticamente instantâneo. Eles trabalham, basicamente, em um processo de reação às nuances do mercado e utilizam a volatilidade — temida pelos que ainda não a entendem — para lucrar em suas operações.

Agora que você entende o que é a volatilidade de mercado, os tipos existentes e como aprender a conviver com ela, certamente, estará mais tranquilo para desenvolver seu trabalho no mundo dos investimentos, aplicar as estratégias corretas e obter bons ganhos.

Ficou com alguma dúvida ou tem algo a acrescentar a este post? Então, deixe um comentário logo abaixo. A sua opinião é extremamente valiosa para nós.

Avatar

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

PUBLICADO EM Mercado TAGS:

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

onze − 4 =