Gestão da inovação

inovaçao

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

É preciso ressaltar a necessidade das empresas do mercado imobiliário trabalharem com a gestão da inovação, no sentido amplo e envolvendo os vários elos da cadeia produtiva. Em primeiro lugar, é preciso inovar no desenvolvimento do produto imobiliário, identificando as reais necessidades dos segmentos de consumidores e concebendo projetos diferenciados. É preciso inovar também nas estratégias de marketing e vendas e nas formas de relacionamento com os clientes. Ênfase especial deve ser dada à inovação na sustentabilidade de empreendimentos habitacionais e em processos de comunicação que informem os consumidores sobre os benefícios, transformando esse requisito em critério de decisão para a compra e locação de imóveis.

 

Cabe inovar também no desenvolvimento de materiais, equipamentos e tecnologia da informação, assim como no desenvolvimento de novas tecnologias de construção rumando para a industrialização dos canteiros de obras, com o objetivo da diminuição dos desperdícios e de tempos ociosos, da redução dos prazos de construção e do aumento da produtividade, a única forma de o setor ganhar competitividade.

 

Roberto Souza

Engenheiro Civil, Mestre e Doutor em Engenharia pela Escola Politécnica da USP. Presidente do CTE (Centro de Tecnologia de Edificações), empresa de consultoria especializada no setor da construção, que exerce suas atividades em todo o Brasil desde 1990. Especialista em gestão estratégica, gestão empresarial, gestão da qualidade, tecnologia da construção, sustentabilidade e inovação. Autor de oito livros técnicos focados em Tecnologia e Gestão de Empresas Incorporadoras, Construtoras e Projetistas.

PUBLICADO EM Gestão TAGS:

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

onze + onze =