O que é Logística Reversa?

As últimas décadas têm sido fundamentais para o desenvolvimento de uma cultura organizacional que se preocupa com o impacto dos meios de produção sobre o meio ambiente. Uma das tendências mais relevantes é a logística reversa, que se tornou um assunto proeminente no setor industrial e de transportes de mercadorias.

O que é Logística Reversa?

Uma das razões para o crescimento desse tipo de política deve-se à recente introdução de legislação voltada para a proteção ambiental. Como resultado, as empresas buscam adequar seus processos produtivos no que diz respeito ao descarte correto de resíduos e ao retorno de produtos para reaproveitamento.

Para tornar a sua empresa cada vez mais sustentável e competitiva é preciso implementar diversas mudanças no processo produtivo, investir em sistemas e equipamentos modernos.

Para conhecer estratégias sobre o assunto, prossiga com a leitura deste artigo.

Qual é a origem da logística reversa?

Esse termo é utilizado desde a década de 1990, quando as empresas passaram a preocupar-se com a utilização dos recursos naturais e com o retorno de produtos descartados pelos consumidores.

As primeiras mercadorias afetadas por essa mudança foram aquelas consideradas tóxicas e prejudiciais à natureza, como é o caso de:

  • agrotóxicos;
  • lixo hospitalar;
  • medicamentos;
  • pilhas e baterias;
  • embalagens de produtos químicos.

Nesse exemplo, o descarte incorreto pode causar também danos à saúde. Por esse motivo, é tão importante que a cadeia de suprimentos seja capaz de operacionalizar a devolução de produtos com a mesma eficiência que a realiza a sua distribuição.

Como funciona a logística reversa?

Atualmente, esse tipo de operação pode ser implementada para as mais diversas necessidades. Produtos danificados que são devolvidos ao fabricante, pedidos incorretos ou por expiração de mercadorias perecíveis são casos em que a cadeia de suprimentos é adaptada para processar o retorno dos pedidos até o fabricante.

Em maior escala, há também a realização de recall de lotes de produtos que apresentam defeitos para a substituição de peças. Essa situação é mais comum no segmento automotivo e de aparelhos eletrônicos.

Vantagens: como aproveitá-las?

Os projetos que visam manter o equilíbrio entre a atividade empresarial e a natureza resultam em diversos benefícios para os empreendimentos que buscam aproveitar essa oportunidade.

Potencial de redução de custos

O aspecto financeiro pode ser dividido em duas áreas: aumento da lucratividade e economia de recursos. Estatísticas divulgadas pelo Ministério do Meio Ambiente estimam que o mercado brasileiro deixa de arrecadar R$ 8 bilhões por ano devido à falta de infraestrutura adequada para a destinação de resíduos sólidos e reciclagem.

Os custos para manter esse tipo de operação em funcionamento são elevados e há dificuldade em adequar os elos da cadeia para essa nova realidade. O retorno de produtos e embalagens é prejudicado pela falta de gerenciamento apropriado, escassez de locais licenciados para o tratamento e descarte e ausência de incentivos para os empreendedores.

São poucos os empreendimentos que se dedicam a criar aterros legalizados, usinas de tratamentos e locais para a incineração de produtos, o que resulta no encarecimento de toda a operação.

Melhoria do processo produtivo

Além do impacto econômico, fica claro como as empresas de coleta e transportadoras que oferecem esse tipo de serviço devem estar abertas à inovação. Sob esse ponto de vista, é preciso investir em pesquisa para determinar o ciclo de vida de cada produto e seus componentes.

Com isso, é possível criar diretrizes para o tratamento dos resíduos, adaptar a produção e modificar o fluxo de distribuição. Para manter a cadeia em pleno funcionamento é necessário adotar controles rigorosos e buscar a eficiência dos custos para que os resultados se mantenham em longo prazo.

Desenvolvimento de relacionamento com a sociedade

A construção de uma imagem positiva junto ao público envolve a criação de uma relação de parceria e confiança. Para muitas empresas, um dos meios mais eficientes de mostrar preocupação socioambiental envolve o desenvolvimento de práticas sustentáveis e utilização de energia limpa.

A consciência ecológica é um aspecto que está frequentemente na mente das pessoas e dos governos. Por esse motivo, é natural que o meio corporativo se envolva em discussões que afetam o meio ambiente e as necessidades da sociedade.

É possível notar como o crescimento econômico pode ser equilibrado com:

  • o reabastecimento do ciclo produtivo;
  • o reaproveitamento de peças e equipamentos;
  • o reparo de mercadorias com defeito pelo fabricante;
  • o desenvolvimento de embalagens recicláveis e retornáveis.

Ampliação das vantagens competitivas

A logística reversa é um importante instrumento na constituição de vantagens competitivas para empresas que aderem a essa política. Em primeiro lugar, ocorre a criação de valor, pois o cliente conta com o planejamento da cadeia de abastecimento para viabilizar o processo de retorno de mercadorias e materiais.

É comum que o mercado consumidor favoreça empresas que atuam de maneira ecológica e que possuem certificação pelos órgãos fiscalizadores, como é o exemplo da ISO 14000.

Adequação à legislação ambiental

A Lei nº 12.305, de 2 de agosto de 2010, regulamenta pelo Decreto Nº 7.404 de 23 de dezembro de 2010, institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Com isso, foi implementado o conceito de logística reversa que afeta fabricantes, transportadoras e clientes.

Entre os objetivos listados no texto, é preciso destacar:

  • o desenvolvimento de tecnologias limpas;
  • o incentivo a atividades de reciclagem e reaproveitamento de materiais;
  • a criação de politicas públicas que incentivem o descarte correto dos resíduos sólidos.

A legislação também determina diretrizes para viabilizar a coleta e reaproveitamento de materiais descartados no ciclo produtivo. Embora com potencial para alcançar resultados favoráveis tanto para o mercado como a sociedade, esse tipo de projeto ainda precisa de maior suporte para ampliar os resultados.

A logística reversa atende não somente ao mercado e à economia, mas seu principal serviço é ao aspecto social e ambiental da sociedade, por envolver atividades como reciclagem, reaproveitamento de materiais e destinação e tratamento de lixo. Por isso, é tão importante ampliar a consciência ambiental como fator determinante na forma com a qual a sociedade lida com o consumo para garantir a vida das próximas gerações.

Como o tema da sustentabilidade e o seu impacto na logística permanece em alta, uma questão fica cada vez mais proeminente quando se discute o assunto: quais são e como superar os 4 maiores desafios da logística? Descubra agora!

Avatar

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 × um =