Amazônia terá dirigíveis no transporte de carga

dirigiveis logistica

Após entrar em desuso nas últimas décadas, os dirigíveis podem ser uma velha novidade nos céus brasileiros. Algumas empresas têm estudado a possibilidade de usar essas aeronaves no transporte de cargas na Amazônia. O dirigível pode ser uma solução de logística frente aos problemas estruturais de transporte na região.

Apesar de não voarem a uma velocidade muito alta e ter um custo elevado, alguns contratos já foram fechados. A empresa brasileira Airship vai produzir dirigíveis para a Eletronorte utilizar no transporte de funcionários e cargas de equipamentos e torres de transmissão.

A principal vantagem dos dirigíveis é no transporte de produtos com alto valor agregado e volume. Um avião de carga que leva computadores, por exemplo, acaba transportando uma carga inferior à sua capacidade por limitações de espaço. Outra vantagem é que os dirigíveis não necessitam de pistas de pouso, o que facilita a chegada em áreas isoladas.

Os modelos atuais são movidos a gás hélio, que não é inflamável, ao contrário dos antigos que utilizavam hidrogênio. O modelo ABD-3, que será usado no Norte, voa em altitudes de até 500 metros, podendo atingir 120 km/h com capacidade de transporte de 30 toneladas.

Essas aeronaves medem 130 metros de comprimento e 35 de diâmetro. Para efeito de comparação, um Boeing 747-8 é menor, com 76,4 metros de comprimento, mas voa mais rápido (913 km/h) e suporta até 135 toneladas de carga.

Ainda há a previsão de que essas aeronaves sejam usadas na carga de grãos e no monitoramento de fronteiras.

Logística e imagem de marcaPowered by Rock Convert
Avatar

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

1 Comentário

  1. Avatar Eduardo disse:

    Poderia ser utilizado o recurso do dirigível na ajuda humanitária à Venezuela, teríamos. A vantagem de não expor as pessoas em confrontos. Porque vocês não oferecem esta ideia aos governos, Cruz Vermelha, ONU .

  2. Avatar EDISON Sabado Angelo disse:
    Seu comentário está aguardando moderação. Esta é uma pré-visualização, seu comentário ficará visível assim que for aprovado.

    Os dirigíveis não poderiam ser utilizados para carregar agua e com mangueiras de bombeiros apagar fogos em uma grande área. Utilizar painéis solares para carregar as baterias para ter uma maior autonomia no ar.

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

20 + oito =