Estratégia Pick Up Points: entenda mais sobre o tema

pick up points

O crescimento dos pick up points em todo o mundo comprova que se trata de uma inovação que veio para ficar. Ainda que a estratégia esteja engatinhando no Brasil, no exterior, os seus muitos benefícios são facilmente observáveis como ferramentas de otimização logística, desde a entrega das mercadorias até as situações de troca e devolução. Com os mercados cada vez mais competitivos, é importante que as empresas estejam atentas às principais tendências de inovação logística para se diferenciarem da concorrência.

O objetivo deste artigo é apresentar o que é a estratégia de pick up points e como ela pode ser usada na logística. Além disso, também veremos quais os benefícios que ela agrega aos negócios e alguns cases de uso por empresas consolidadas. Está interessado no assunto? Então acompanhe!

O que são pick up points e como eles são usados na logística?

Pick up points, ou pontos de retirada, nada mais são do que locais físicos que representam a continuidade do ciclo de compra dos e-commerces. Por meio dessa estratégia, busca-se entregar ao cliente serviços de distribuição logística mais eficientes. Na prática, o conceito representa um conjunto de lojas ou estabelecimentos conveniados em que o consumidor pode realizar a retirada da sua mercadoria após a finalização da compra on-line, no dia e horário que preferir.

Trata-se de uma ideia objetiva e eficaz que conquista cada vez mais a preferência do consumidor. As vantagens para o lojista virtual são a redução dos custos relacionados ao frete e o aumento do nível de satisfação do cliente. Já as lojas conveniadas, além de receberem uma comissão, também têm a oportunidade de aumentar o fluxo de pessoas que se dirigem a elas, ampliando o potencial de novas vendas.

A expressão click & collect também se refere à mesma estratégia de pontos conveniados em que são realizadas as entregas das encomendas efetuadas pela internet, abrangendo também toda a atividade de logística reversa referente a trocas e devoluções de produtos.

Ao adotar essa estratégia, o consumidor tem mais opções que impactam diretamente a sua experiência de compra, como a entrega gratuita, a praticidade e a conveniência de retirar uma compra em um local próximo à sua residência, trabalho ou outro lugar mais cômodo para ele. Também há a economia do tempo, que de outra forma seria utilizado apenas para aguardar a entrega.

A seguir, você confere outros 3 dos principais benefícios dessa estratégia.

Transportadoras com entregas mais eficientes

As transportadoras também saem beneficiadas com a adesão aos pontos de retirada devido à redução dos trajetos a serem percorridos em cada entrega. Se anteriormente os produtos precisavam ser conduzidos até a residência do consumidor final, nessa nova modalidade, a distribuição dos itens se dá apenas até o estabelecimento conveniado pelo e-commerce.

Isso reduz custos logísticos consideráveis, como combustível, manutenção da frota, gastos com folha de pagamento, seguros e demais riscos de acidentes associados ao transporte, como extravios e roubos.

Maior volume para o transporte e a logística reversa

As atividades de logística reversa demandam tempo e são geralmente caras, pois cada consumidor precisa ser atendido individualmente pela transportadora. Porém, quando o cliente opta pelo pick up point, esse custo é diluído, pois o próprio cliente realiza a entrega do produto que pretende trocar nas empresas conveniadas.

Da mesma forma, ocorre nos processos de entrega de mercadorias. Entre os clientes das transportadoras existem lojas virtuais que têm um baixo volume de vendas, o que acaba gerando um espaço vago nos veículos. Já as lojas que têm o mesmo destino conseguem preencher a capacidade de armazenamento total da carga dos veículos, tornando as viagens mais interessantes financeiramente.

Redução na taxa de insucesso das entregas

Perder o momento de entrega do produto por não estar presente na residência, na mesma hora em que a primeira tentativa foi feita, só não é mais frustrante do que perder a tentativa de entrega desse mesmo produto pela segunda vez.

Como as pessoas não passam a maior parte do tempo em casa, o encaixe perfeito das horas dos envolvidos no processo fica comprometido. Nos pick up points porém, esse problema não existe, pois as entregas são estipuladas para retirada pelo próprio consumidor no momento em que ele achar mais oportuno, além de proporcionarem a redução dos custos logísticos à empresa.

Quais empresas fazem sucesso com a estratégia?

Na atualidade EUA, Europa e China são os maiores mercados para o pick up points. Nesses locais, o conceito de e-commerce já é automaticamente associado aos pontos de retirada, de tal forma que muitos empreendimentos seguem em crescimento ano após ano movidos por esse modelo de negócio. Veja a seguir alguns dos cases de sucesso mais expressivos no uso dos pontos de retirada!

Parcelly

Fundado em 2014 e com sede em Londres, o Parcelly tem mais de 1.500 pick up points distribuídos em toda a Inglaterra. Em parceria recente com a Hull University Student’s Union, o Parcelly oferece o serviço de pontos de retirada para os mais de 16 mil alunos da universidade. Outra curiosidade é o prêmio recebido em 2017, quando a empresa foi agraciada pelo reconhecimento internacional da sua gestão logística por meio do DHL Sharing Economy Challenge Award, na Alemanha.

CollectPlus

A Collect Plus, fundada em 2009, foi a primeira empresa no Reino Unido a oferecer o serviço de pick up points, contando hoje com mais de 6.000 locais conveniados e alcançando 90% da população urbana do país em até 1,6 km. O volume de pedidos também é impressionante, com cerca de 400 mil encomendas, em média, processadas semanalmente.

Por fim, resta destacar a importância de buscar continuamente por novas estratégias para garantir a eficiência logística no negócio. O planejamento e a estruturação de pontos de entrega dos produtos precisam ser realizados com estudos que indiquem a viabilidade e o monitoramento constante do grau de satisfação do consumidor, para só então apresentar resultados positivos para as empresas.

E você, o que achou do tema sobre pick up points? Aproveite para nos seguir em nossas redes sociais e conferir conteúdos importantes para o sucesso do seu negócio. Estamos no Facebook, LinkedIn, Instagram, Twitter e YouTube.

Sérgio Grossi

Presidente e fundador do Grupo SGO, formado pelas empresas: SGO Construções; SG Projetos; ALMI Imóveis Corporativos; Montele Elevadores; e sócio das empresas MZO Desenvolvimento Imobiliário e VTO Polos Industriais.

PUBLICADO EM Planejamento TAGS:

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × quatro =