Gestão de logística internacional: descubra como otimizá-la

Como a logística internacional é diferente da logística nacional? Qual é a real complexidade dos processos? Como garantir o atendimento dos prazos de recebimento das mercadorias?

Essas são perguntas que geralmente aparecem quando o assunto é a comercialização de mercadorias entre países estrangeiros. De fato, a complexidade para regularizar as cargas e realizar o seu envio pode constituir um desafio a ser superado.

Por isso, vamos fornecer informações úteis para que a sua empresa possa dar os primeiros passos no comércio internacional. Continue lendo e saiba mais sobre o tema!

O que é a logística internacional?

No cenário atual, a logística tradicional tem um papel estratégico, uma vez que lida com o abastecimento das empresas e com a distribuição de mercadorias. Porém, no âmbito internacional existem mais participantes e regulamentações que devem ser seguidas para o envio de cargas para o exterior.

Qual é a sua importância para a movimentação de mercadorias?

Os canais de comercialização entre os países são o resultado de um esforço político e econômico para reduzir barreiras e estimular relações entre países produtores e consumidores. Portanto, a manutenção do comércio internacional depende da infraestrutura logística que fornece:

  • portos;
  • rodovias;
  • aeroportos; e
  • alfândegas.

No entanto, o comércio exterior apresenta um novo conjunto de obrigações e trâmites que devem ser cumpridos para regularizar as cargas que entram e saem do Brasil.

Como otimizar esse processo?

Busque prever a demanda

A previsão de demanda é fundamental no comércio doméstico, contudo, quando a empresa planeja exportar mercadorias é preciso ter cuidado redobrado. Afinal, são mercados distintos e que podem reagir de formas imprevisíveis quando um novo produto é introduzido.

Selecione o modal de transporte mais adequado

Na atividade logística existem diversos meios pelos quais as mercadorias podem ser despachadas até o seu destinatário. Cada opção tem os respectivos custos, prazos de entrega e necessidades de acomodação para garantir um transporte seguro.

Por isso, cabe ao gestor avaliar as opções viáveis e selecionar aquela que é mais vantajosa para a empresa. Os modais de transporte são:

  • aéreo;
  • marítimo;
  • rodoviário; e
  • ferroviário.

Utilize um software de gestão

A gestão de grandes volumes de dados, os registros de transações de compra e venda, e o cálculo de tributos são atividades fundamentais dentro do comércio exterior que não podem ser controladas manualmente.

Desse modo, é essencial adquirir um sistema capaz de processar informações e armazenar documentos para posterior consulta. Essa medida também garante a acuracidade em todas as etapas do processo.

Analise o histórico de entrega dos fornecedores

O comércio internacional está sujeito a diversos imprevistos que podem causar o atraso no recebimento da carga. Acidentes durante o trajeto, fiscalização portuária e a falta de documentos podem estender o prazo de entrega significativamente.

Em vista disso, é importante analisar o comportamento dos fornecedores e avaliar a sua capacidade de solucionar problemas de forma ágil. Essa medida garante o fluxo contínuo de abastecimento e fortalece a relação com os parceiros.

Por fim, vale ressaltar que, após implementar as boas práticas de logística internacional é fundamental verificar o seu desempenho. Desse modo, é possível avaliar o nível de sucesso e realizar alterações em caso de necessidade.

O que você achou do post de hoje? Tem alguma sugestão ou quer compartilhar conosco a sua opinião? Então deixe um comentário!

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

PUBLICADO EM Gestão TAGS:

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!