Dicas para um controle de estoque eficiente

Qualquer tipo de empreendimento comercial voltado para vendas, por menor que seja, conta com um estoque de produtos. Todos, do dono do pequeno restaurante ao CEO da maior multinacional, sabem da importância de criar e manter uma boa gestão de estoque.

dicas-para-um-controle-de-estoque-eficiente.jpeg

Isso ocorre porque o estoque pode ser considerado o centro de armazenamento, organização e distribuição de grande parte do patrimônio empresarial, ou seja, mexer com os produtos estocados é como movimentar o dinheiro e as aplicações das contas bancárias. Para as companhias maiores, a boa gestão do estoque começa no tipo de galpão escolhido, que deve atender a cada demanda específica, e na qualidade de sua frota.

Deseja conhecer outras ações importantíssimas para que se possa ter um bom controle das mercadorias? Veja algumas dicas que ajudarão nessa tarefa!

Quais são as melhores formas de aprimorar a gestão de estoque?

Grande parte da atividade logística depende das tarefas desempenhadas no interior de um armazém. Alguns dos exemplos mais perceptíveis são o controle de entrada e saída de materiais, o processamento dos pedidos e a consolidação de cargas para entrega.

Por isso, o gestor deve estar preparado para reconhecer o valor estratégico dessa área e investir na sua melhoria contínua. Saiba como fazer isso!

Contabilize o inventário de sua empresa

A primeira coisa a se fazer quando se toma o controle sobre a organização de um grande estoque é contabilizar todos os itens armazenados. Para tanto, utilize funcionários capacitados e supervisionados. Analise cuidadosamente o fluxo de mercadorias e produza um bom relatório, que possa subsidiar os processos seguintes de controle e organização da casa.

Inclusive, essa é uma exigência contábil para a apuração dos estoques e o cálculo preciso dos custos que são levados em conta na formação dos preços de vendas. Esse também é uma boa oportunidade para rever a distribuição do espaço e reorganizar o layout para facilitar a movimentação interna.

Contrate trabalhadores qualificados e de confiança

Como já dito, o estoque é um grande cofre onde estão guardados os principais valores de sua empresa. Por esse motivo, você não pode ter receio em investir em mão de obra qualificada para gerir seus produtos.

Os profissionais devem ser capacitados para lidar com altos níveis de organização, além de habilidosos no trato com os objetos. Grande parte da eficiência na gestão do estoque está na atuação competente desses funcionários, que se movimentam entre as grandes prateleiras com facilidade, sem deixar que nada se quebre ou estrague.

Além disso, essas pessoas devem ser absolutamente confiáveis! Dos carregadores aos gestores, todos ali precisam compreender a importância de uma atuação honesta e, claro, de todos os mecanismos de controle aos quais serão submetidos.

Adote métodos de organização e controle de estoque

É vital que os funcionários gestores do estoque detenham bom conhecimento de logística e ajudem a delimitar qual será o método de organização e controle adotado para a sua empresa. Métodos como PEPS, UEPS e MPM devem estar na ponta do lápis, pois fundamentam o fluxo, a avaliação e a contabilidade de seus produtos.

Além de apresentar um crescimento significativo e se transformar em processos cada vez mais complexos, a movimentação de mercadorias em seus estoques, tornou-se imprescindível sob o ponto de vista estratégico.

Esse é um cenário que afeta organizações de todos os portes e segmentos. Por isso, atualmente, as empresas adotam bons softwares de gestão que possibilitam um controle mais eficiente daquilo que é movimentado no galpão. Com esses sistemas informatizados, você consegue qualificar a estocagem e organizar o fluxo de recebimento e saída de cada item.

Esteja atento aos movimentos das lojas

Não se pode perder de vista que o objetivo principal da estocagem está na realização do bom fornecimento de produtos. Por isso, nunca é demais lembrar: esteja sempre atento à demanda que vem dos outros departamentos, organizando reuniões frequentes com os diretores de marketing e vendas.

Programe o reabastecimento do estoque a partir de previsões feitas com base no consumo de cada item e negocie com os fornecedores, tendo em vista essas previsões. Elabore um bom histórico de entrada e saída dos produtos para criar uma projeção do volume de vendas.

Realize queimas de estoque daquilo que já está se tornando obsoleto, para abrir espaço aos itens novos e interessantes.

Quais são os principais benefícios de uma gestão eficiente?

Muitas vezes, a eficiência da operação logística é um diferencial competitivo que ajuda a sua empresa a conquistar espaço no mercado. Por isso, listamos os principais benefícios que podem ser obtidos com esse tipo de iniciativa. Acompanhe!

Evita a perda de estoque

O desperdício, o vencimento de produtos no estoque e a obsolescência são indícios claros de que a sua empresa tem enfrentado desafios relacionados à área de armazenagem. Por esse motivo, os gestores que investem na realização de melhorias percebem que essa é uma solução viável.

Com a realização de inventários periódicos, por exemplo, a empresa passa a dispor de informações atualizadas sobre as quantias disponíveis e, com isso, pode:

  • calcular o giro de estoque;
  • estimar o estoque de segurança;
  • melhorar a relação com fornecedores;
  • planejar o reabastecimento conforme a necessidade;
  • garantir que haverá produtos disponíveis para os clientes.

Reduz os custos operacionais

Em um depósito ou centro de distribuição, os custos com o manuseio e a movimentação de mercadorias são os que mais afetam as finanças. Por isso, a modernização do espaço contribui tanto para o ganho de eficiência como para a economia de recursos.

Por isso, quando o armazém passa por modernização e a organização passa a utilizar novas formas de automação, é possível diminuir o tempo para a separação e expedição dos pedidos.

Elimina a incidência de erros

A organização interna é um dos segredos quando o assunto se refere à armazenagem de produtos. Erros de processamentos de pedidos, mercadorias devolvidas e insatisfação dos clientes são problemas que podem ser solucionados com agilidade.

Desse modo, é possível manter o abastecimento evitando tanto o excesso como a falta de itens que prejudicam o atendimento do mercado, mesmo com a oscilação da demanda.

Por fim, é fundamental destacar o papel da tecnologia na evolução da gestão de estoque e no desenvolvimento de boas práticas. Esse é um fator com impacto direto sobre a produtividade da área, a rentabilidade do negócio no controle de estoque. Além disso, a sua relação com a medição do desempenho da área contribui otimizar a operação de acordo com a estratégia empresa.

Gostou do post? Então, agora que você já aprendeu um pouco mais sobre o gerenciamento de armazenagem, está na hora de expandir os seus conhecimentos sobre como funciona o Just-In-Time!

Avatar

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

4 Comentários

  1. Avatar Marcia disse:

    Tenho que fazer um projeto ou aprimorar algo para melhoria dentro do setor logístico. Poderia me ajudar?

  2. Avatar Ribamar Cardoso disse:

    Ótimo material! Ver-se de forma clara a importância do Supply Chain Management (gerenciamento da cadeia de Suprimentos). Parabéns!!!

  3. Avatar Ribamar Cardoso disse:

    Ótimo material! Ver-se de forma clara a importância do Supply Chain Management. Parabéns!!!

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezessete − 16 =