E-commerce no Brasil: como o setor tem se destacado na economia?

O e-commerce no Brasil cresce vertiginosamente e tem se tornado cada vez mais importante para a economia do país. Isso se deve ao número de brasileiros conectados à internet e sua utilização para efetivar compras, inclusive por meio de seus dispositivos móveis.

Esse novo contexto demonstra que a tendência atual do comércio virtual é evoluir cada vez mais, o que denota que os empreendedores devem se preocupar ainda mais em investir em um e-commerce efetivo.

Porém, antes de fazer esse tipo de investimento, é necessário analisar o que os números têm a dizer sobre essa expansão mercadológica, além de outros dados relevantes. Para isso, desenvolvemos este post com algumas informações importantes que você deve saber sobre o crescimento desse setor no Brasil.

Ficou interessado? Então, continue conosco até o fim deste post!

Perspectiva de crescimento para 2018

No comércio eletrônico, 2018 traz boas perspectivas tanto para empresários que já atuam no ramo, quanto para quem pretende entrar nele. Aos novos empreendedores, é sempre importante ficar atentos às novidades do mercado.

Segundo a Associação Brasileira de Comercio Eletrônico, as vendas pela internet devem aumentar 15% em relação ao ano de 2017 e sua lucratividade deve chegar aos R$ 69 bilhões ao longo do ano. O e-commerce deve atender por volta de 220 milhões de pedidos com um tíquete médio de R$ 310,00.

Para fazer parte desse crescimento e seguir as inovações do mercado, acompanhe o trabalho de grandes lojas, como é a Magazine Luiza, cliente Log CP. Utilizando a loja como exemplo, você pode pesquisar e manter-se atualizado sobre digitalização de lojas, estratégias multicanais, operação de Marketplace, aplicativos e diferentes plataformas, que são algumas das tendências que falaremos a seguir.

Aumento na abertura de lojas online

Para acompanhar as tendências do e-commerce ao longo do ano, a Nuvem Shop realizou um levantamento sobre o comércio eletrônico referente ao primeiro trimestre de 2018. As informações obtidas permitem avaliar os trending topics do segmento entre janeiro e março de 2018 e avaliar a performance de cada nicho de mercado.

Essa pesquisa apontou um aumento de 107% no número de lojas virtuais criadas no primeiro trimestre de 2018, comparada com o mesmo período de 2017.

Os segmentos que mais cresceram em número de lojas foram:

  • moda com 148%;
  • saúde e beleza com 117%;
  • alimentos e bebidas com 194%;
  • eletrônicos e tecnologia com 44%.

Taxa média de conversão do e-commerce no Brasil

A taxa média de conversão no e-commerce é a razão entre o número de visitas em uma loja virtual e o número de compras realizadas em um determinado período. Ou seja, é a capacidade de transformar potenciais compradores em clientes efetivos.

De acordo com a Atlas, a média de conversões dos clientes que acessam lojas online é de 1,4%. Em 2016, essa porcentagem era maior, de 1,6%. Essa queda ocorreu pelo aumento da utilização dos dispositivos móveis que ainda se monstra carente para a efetivação desse tipo de transação.

Porém, esse cenário tende a melhor à medida que a tecnologia transforma esses eletrônicos. As transações via móbile são de extrema importância para o comércio eletrônico, pois já representam 50% de responsabilidade de compras.

Principais tendências de e-commerce para 2018

Ano após ano as exigências dos consumidores se modificam. Dessa forma, eles se mostram mais abertos a testar novas experiências. Com isso, o mercado deve ficar atento às tendências a serem implementadas. Algumas delas são:

  • micro-momentos: tomada de decisão em curto espaço de tempo com o auxílio de dispositivos móveis e em tempo real;
  • omnichannel: interação entre o consumidor e os canais de vendas, do qual ele participa de cada passo do seu produto até que ele chegue em suas mãos;
  • atendimento humanizado: uso de chatbots e assistentes virtuais para agilizar o atendimento ao público.

O consumidor tem preferido fazer compras virtuais porque muitas vezes os preços pela internet são mais em conta que nas lojas físicas. Além disso, é bastante cômodo e existe uma disponibilidade 24 horas por dia.

Com essas informações ,é possível visualizar como é crescente o e-commerce no Brasil e como há espaço para novos empreendimentos. O ideal é aproveitar o momento e as oportunidades dessa expansão.

Gostou do nosso post? Quer ter acesso a outras publicações como esta? Então siga nossas redes sociais e acompanhe nossas novidades no Facebook e no LinkedIn

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

PUBLICADO EM Mercado TAGS:

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!