Gestão de estoque: saiba o que é e confira 4 dicas de como fazer

Realizar a gestão de estoque de maneira eficiente é um tipo de competência fundamental para o desempenho de uma empresa e para aumentar as vendas. Para isso, é preciso conhecer o comportamento do consumidor e criar diretrizes com base nessa percepção.

Gestão de estoque: saiba o que é e confira 4 dicas de como fazer

Assim, é possível delinear estratégias que decidirão, por exemplo, quais produtos devem ser posicionados em conjunto nas prateleiras, qual é o melhor meio de garantir que as mercadorias não passem do prazo de validade antes de serem adquiridas e como garantir que a entrega dos pedidos ocorra dentro do prazo.

Encontrar formas de contornar esses obstáculos e elevar os resultados da empresa é o objetivo da operação de gerenciamento de estoques.

Continue com a leitura deste conteúdo e conheça dicas desenvolvidas para a operação de gerenciamento de estoque.

Qual é importância da gestão de estoque?

Com o elevado índice de concorrência, as empresas devem estar preparadas para lidar com cenários que estão relacionados com:

  • redução de custos;
  • eliminação de falhas;
  • aumento da confiabilidade;
  • curto ciclo de vida dos produtos;
  • minimização do tempo de resposta ao mercado;
  • capacidade de lidar com a variação da demanda.

Por isso, o papel do gerenciamento dos níveis de estoque é tão relevante nos dias de hoje.

Como aumentar a eficiência da gestão de estoque?

1. Planeje os níveis de estoque

Manter altas quantidades de produtos no armazém implica elevação dos custos de armazenagem. É preciso arcar com os gastos para manter uma equipe dedicada às atividades logísticas, com a aquisição de máquinas e equipamentos para movimentar as cargas, além da manutenção da estrutura física.

Por outro lado, a previsão da demanda exerce um peso importante no cálculo da quantidade ideal de produtos fabricados. Como resultado, é possível abastecer o mercado e garantir o atendimento dos pedidos.

É preciso que o gestor pense em termos de equilíbrio e crie formas de manter a balança positiva em sua operação.

2. Foque na satisfação dos clientes

O atendimento dos consumidores é um dos objetivos principais de uma organização, seja ela fabricante ou prestadora de serviços. Quando a disponibilidade de produtos não é suficiente para atender aos clientes imediatamente, a alternativa é procurar os produtos da concorrência.

O mesmo pode ser dito de empresas que não oferecem serviços com a qualidade requerida e que praticam preços incompatíveis com a realidade do mercado. Portanto, foque nas opiniões e necessidades dos clientes. Desenvolva, também, uma cultura de flexibilidade e iniciativa que permita prover soluções com agilidade.

3. Mensure o desempenho da operação

As decisões de um gestor devem ser subsidiadas por informações concretas sobre a performance de toda a operação. O objetivo da utilização de indicadores em atividades estratégicas para o processo está em identificar problemas e oportunidades de melhoria.

Sendo assim, é recomendado realizar a medição dos resultados referentes a:

  • giro de estoque;
  • ponto de pedido;
  • prazo de reposição;
  • inventário total e por item;
  • nível do estoque de segurança.

4. Utilize sistemas de gestão

A utilização de planilhas e controles manuais de estocagem são métodos considerados extremamente defasados e não possuem o grau de precisão necessário para obter a quantidade e o valor dos itens em estoque.

Portanto, uma das indicações mais importantes sugere a implantação de sistemas capazes de controlar o fluxo de entrada e saída de insumos e produtos acabados. Se possível, é preferível contar com softwares que podem ser conectados a outros departamentos, como suprimentos e vendas. Desse modo, é pode-se planejar a reposição dos itens e comparar o volume disponível no armazém com os pedidos recebidos.

Conquistar uma gestão de estoque bem-sucedida e ser capaz de manter resultados satisfatórios é um esforço conjunto. É necessária a utilização de ferramentas modernas, a integração entre todos os elos da cadeia de suprimentos e, acima de tudo, é preciso envolver tanto a equipe operacional como a gerência. Com isso, é possível obter uma vantagem competitiva e contribuir para o crescimento do negócio no mercado.

Agora que você já está familiarizado com os processos envolvidos no gerenciamento de estoque, está na hora de expandir seus conhecimentos. Acesse o nosso blog sobre logística e tire suas principais dúvidas sobre um centro de distribuição.

O Blog Logística é um espaço para falar sobre o mercado logístico brasileiro, notícias, opiniões de profissionais reconhecidos e muita informação para você acompanhar tudo bem de perto. Seja bem vindo e boa leitura!

PUBLICADO EM Gestão TAGS: Estoque,

0 Comentários

COMENTÁRIOS

Deixe o seu comentário!